Empresas que crescem juntas

Sebrae-SP reúne negócios do mesmo segmento para cursos e trocas de experiências entre empreendedores

notSebrae

Há 27 anos, João Luiz Braunstein está à frente da empresa JS Softcom, mas só há dois resolveu procurar ajuda do Sebrae quando decidiu sair da zona de conforto: da área técnica para a área comercial. “Fui buscar um curativo para a minha dor e achei um médico”, afirma. Depois de fazer consultorias, o empresário começou a participar este ano do programa do Sebrae-SP que reúne em grupos empresários do mesmo setor para receber capacitações, os chamados Projetos Setor Segmento.

Dono de uma empresa de software para o varejo, Braunstein faz parte do grupo de empresários da tecnologia da informação formado pelo Escritório Regional do Sebrae- SP Capital Leste 1. “Foi uma experiência muito interessante porque muitas dores são semelhantes. As trocas são ‘nutritivas’”, afirma Braunstein. Logo no começo, o empresário buscou o aprimoramento do pós-venda. “Sempre tive a visão que o que nos diferencia no mercado é o nosso pós-venda. No momento que o cliente tem problema é que temos que mostrar rapidez, agilidade e bom atendimento. E o nosso suporte era bagunçado. A primeira coisa que fiz foi contratar uma consultoria para modelagem de processos”, lembra.

Satisfeito com o resultado, o empresário não hesitou em fazer parte do Projeto Setor Segmento para participar de cursos nas áreas de gestão com mais 22 empresas. Ele se lembra de uma frase que os consultores falam muito durante os cursos: ‘o principal motivo de o empresário não implementar as mudanças que aprende é que ele é engolido pelo operacional’. “Meu desafio, mesmo com essa experiência toda e o cansaço da própria idade, foi trabalhar 14 horas para fazer o operacional e o estratégico. Eu trabalhei como nunca nesses últimos 24 meses, mas com muito prazer”, diz o empresário, que vai fechar 2017 com um crescimento de 30% e espera dobrar o faturamento em cinco anos.

Braunstein participou de um dos 242 grupos formados por mais de 5 mil empresários de todo o Estado de São Paulo neste ano em 25 segmentos diferentes. Para 2018, estão programados dois ciclos de programas nos escritórios regionais do Sebrae-SP com a previsão de atender 11,4 mil empresas em 570 projetos. Esse aumento é resultado de trilhas de capacitação mais enxutas e dois ciclos de programas no ano, diferentemente do ciclo único em 2017.

De acordo com o coordenador da Unidade de Atendimento Setorial do Sebrae-SP Juan Sanchez, todos 33 escritórios regionais do Sebrae-SP formarão grupos de turismo, artesanato e transportes. Os outros grupos serão formados de acordo com a vocação da região, como projetos de apicultura, alimentação fora do lar, beleza e olericultura. As trilhas de capacitação incluem cursos e oficinas de gestão, finanças, marketing, administração, planejamento estratégico e consultorias nas empresas.

Neste formato de programa, o empreendedor terá conteúdo específico do seu segmento para aumentar sua rede de contatos e ampliar a geração de negócios, além de ter a oportunidade de participar de feiras e eventos para conhecer as novidades do setor. “A maior sinergia do trabalho em projetos se dá porque os empresários começam a debater, interagir e falar de realidades próprias com pessoas que estão vivendo as mesmas angustias. É uma aprendizagem rica e sem sombras de dúvidas é uma forma de fazer networking para continuar trabalhando dentro do seu território de uma maneira melhor”, destaca o coordenador.

Soluções que geram lucro, dos garçons ao caixa

É assim a JS Softcom, uma empresa com 25 anos de mercado. Nos últimos 10 anos totalmente dedicada à automação comercial, algo que deixou de ser uma opção e passou a ser indispensável em qualquer segmento, independentemente do tamanho do estabelecimento.

São várias as soluções oferecidas pela JS Softcom que atendem todas as necessidades do varejo, desde a Frente de Caixa até o módulo Retaguarda (de Gestão), que automatiza todas as etapas da produção e atendimento de um restaurante.

Seu restaurante automatizado gera mais lucro, oferece retorno mais rápido de seu investimento e ainda é a chave para encantar seus clientes com atendimento diferenciado baseado em alta tecnologia e fácil utilização.

Conte com a equipe da JS Softcom, uma empresa que conhece o seu negócio há mais de 25 anos.

Pratos saborosos saem da cozinha. O lucro fica no caixa

Garçons zelosos e atenciosos com os clientes. Uma cozinha eficiente entregando receitas saborosas, marcantes e para as mesas certas. Para ficar perfeito, toda esta engrenagem tem de dar o resultado mais saboroso de todos: lucro.

Um restaurante rentável tem um ambiente automatizado e um sistema antifraude no caixa. O dono pode se ausentar por algumas horas e não levar um susto na volta se o sistema for confiável.

Nada mais difícil e desagradável do que lidar com suspeitas de fraude no caixa.

As soluções em automatização têm o poder de colaborar para que o gestor do negócio foque todas as suas atenções naquilo que é mais importante, a atividade fim de seu restaurante, seja ele a la carte, self-service, rodízio etc.

Uma boa solução para restaurantes deve oferecer segurança na operação do caixa, evitando fraudes em seu fechamento.

As soluções em automação da JS Softcom proporcionam toda a confiança necessária para que os gestores de restaurantes tirem o melhor de seus negócios e ainda ofereçam a melhor experiência possível para seus clientes. Nós temos a “cereja do bolo”.

Cozinha altamente eficiente

A harmonia entre as equipes de garçons e a cozinha são fundamentais para o bom andamento de qualquer restaurante. Em condições normais, se os pedidos chegam em ordem para o pessoal de cozinha, metade do caminho da experiência de saborear um bom prato para seus clientes está completo.

Mas não adianta o Chef ser um dos melhores da cidade se a receita deliciosa que todos apreciam não for o pedido da mesa 13, mas sim o da 19 que, por sua vez, também recebeu errado seu prato, mas mesmo assim resolveu ficar com ele, que seria da mesa… 13!

Se isso já aconteceu em seu restaurante ou mesmo com você, como cliente, os processos não estavam automatizados. Dinheiro pode estar sendo desperdiçado porque o pessoal da cozinha não entende direito os garranchos e códigos usados pelo garçom ao deixar sua encomenda no balcão dos cozinheiros.

Ao pegar o papel, o “artista das panelas” pode deixa-lo cair em alguma preparação, no chão ou mesmo uma janela aberta pode fazer o pedido de alguma mesa desaparecer… E a experiência do cliente será marcante, mas pelo lado negativo.

A automatização de um restaurante tem de ser completa. Começa nos garçons, que terão iPods nas mãos e mais tempo para atender os clientes e passa pela cozinha, que terá impressoras que mostrarão de forma legível cada detalhe dos pedidos, da bebida mais comum ao ingrediente mais extravagante.

Vale a pena arriscar a saúde de seu negócio?

Principais benefícios da automação também na cozinha:

– O pedido chega instantaneamente à cozinha

– E de forma legível – via impressora ou mostrados em uma tela

– Ordena a tela de acordo com o histórico de pedidos

Aumento da produtividade dos garçons

A diferença entre um cliente feliz e outro infeliz, ou o fechamento do caixa do dia no azul ou no vermelho depende muito da eficiência da equipe de garçons.

No caso dos restaurantes, especialmente aqueles que trabalham a la carte, a principal preocupação está em agilizar o atendimento às mesas e evitar erros nos pedidos.

Normalmente, o garçom anota os pedidos em um pedaço de papel, entrega-os ao pessoal da cozinha, serve e depois fecha a conta.

O processo pode parecer simples, mas o profissional perde um tempo precioso repetindo estes passos centenas de vezes durante apenas o almoço ou jantar. Tempo este que poderia ser utilizado de forma mais rica, gerando mais dinheiro para o caixa. Isso sem contar os eventuais erros que podem ocorrer ao anotar os pedidos com uma letra ilegível ou um cliente procurar um garçom sem encontrá-lo porque ele foi até a cozinha entregar suas anotações.

Com um sistema automatizado, o garçom registra os pedidos sem erros ortográficos, não anda de lá para cá e pode manter seus olhos naquilo que realmente interessa para o negócio: os clientes.

Desde o momento em que o consumidor entra no restaurante, todos os tipos de experiências que ele vai vivenciar nos próximos 40 minutos a duas horas terá como elemento comum o garçom.

Equipar o “coração” de sua empresa é fundamental para manter a saúde do negócio em alta. Investir em um sistema de automação com iPods é um passo fundamental.

O sistema é completo e muito simples de ser instalado e utilizado. Basicamente basta um acesso sem fio à Internet, um iPod para cada garçom e pronto, clientes sentirão a diferença logo no primeiro dia que o seu restaurante preferido estiver automatizado.

Os principais benefícios são:

  • Ganho no tempo de atendimento: um garçon atende até 30% mais mesas
  • Ganho no tempo de resposta do garçom: até 50% pois o mesmo não precisa ficar indo até o balcão e cozinha para entregar novos pedidos
  • Redução a zero do risco de digitação errada do produto pedido pelo cliente, pois cada item é selecionado pelo garçom
  • Inserir observações no pedido (exemplo com gelo e Limão, com bastante molho etc)
  • Os pedidos mais frequentes podem ser colocados em primeiro lugar no iPod, facilitando ainda mais a vida do garçom
  • Fazer prévia dos gastos do cliente na tela do equipamento
  • Retorno do investimento em até 6 meses