Todos os posts de jsnoticias

Como aumentar a lucratividade fazendo uma boa gestão de estoque

Você consegue quantificar cada uma de suas mercadorias em estoque neste exato momento? Quais você precisa colocar na lista de compras? Algum desses produtos não está sendo vendido? Você perdeu estoque nos últimos meses?

As respostas para essas perguntas estão diretamente ligadas a gestão de estoque. O problema começa porque muitos empreendedores não se atentam devidamente a essa prática, enfrentando-a como uma atividade extra, sem tanta importância.

Mas, a gestão de estoque é parte importante de qualquer estratégia empresarial, afetando diretamente suas finanças e lucratividade. Se você investir demais em mercadorias, é possível que não sobre orçamento suficiente para outras despesas. Por outro lado, se a mercadoria for insuficiente, você não conseguirá atender as demandas e perderá dinheiro.

Levando isso em consideração, a gestão de estoque é parte essencial da sua empresa. É responsável não apenas pela quantidade de entrada e saída de mercadoria, mas também por analisar as necessidades de compra e venda. Ou seja, dominar essas informações pode fazer toda a diferença no aumento de lucros do seu negócio.

Como a gestão de estoque aumenta a lucratividade?

Aumentar sua lucratividade significa que no final do mês a sua empresa possui mais dinheiro no caixa, do que nos meses anteriores. O aumento de lucro pode ser obtido aumentando a receita ou diminuindo despesas.

Entretanto, existem diversas outras métricas eficientes para aumentar a lucratividade e chegar ao final do mês com um resultado ainda mais positivo apenas fazendo uma boa gestão de estoque.

Otimize a aquisição de mercadorias

Apenas realizando o controle do estoque, você será capaz de estabelecer as necessidades da empresa; qual a quantidade que deverá ser adquirida de cada produto e qual as melhores épocas para isso. Assim, você não fica com mercadoria parada e nem com mercadoria a menos do que precisa.

Outra forma de otimizar suas compras, é adquirir mercadorias de um mesmo fornecedor, para conseguir os melhores preços. Além disso, uma boa prática é programar compras para períodos maiores, dessa forma você tem mais controle sobre o caixa.

Não perca vendas por falta de mercadoria de estoque

Se um cliente entrar na loja procurando por um determinado produto e ele não estiver disponível, a possibilidade de ele buscar por ele em outra loja é muito alta, afinal, ele nem sempre está disposto a esperar.

Uma gestão eficaz do estoque, evita esse tipo de problema e garante que você não ficará sem estoque e atenda a todas as suas demandas. Nada de perder vendas por descuido!

Diminua as perdas

Mercadorias que ficam paradas no seu estoque acabam tornando-se grandes perdas para seu negócio. Por exemplo: se você vende roupas, precisa se adaptar às estações, afinal ninguém comprará casacos no verão.

Além disso, quando você tem uma rigorosa gestão de estoque é possível identificar perdas, avarias e possíveis furtos e, dessa forma, tomar as medidas e precauções necessárias, torna-se mais fácil.

Mantenha todos a par do estoque

Um grande problema sobre a falta de controle sobre o estoque é que ela afeta a eficácia de seus funcionários e, até mesmo, a credibilidade da sua empresa. Vamos imaginar o seguinte cenário: você entra em uma loja de eletrônicos e o vendedor fala maravilhas sobre aquele novo smartphone; você se interessa, decide adquiri-lo e quando o vendedor verifica no sistema, o produto está fora de estoque. Frustrante, para dizer o mínimo, certo? Ter controle sobre o estoque impede esse tipo de inconveniência.

Você sabia da importância da gestão de estoque? Deixe nos comentários!

Não vá embora ainda, aproveite e leia também:Controle os seus estoques .

Já ouviu falar em curva ABC?

A competitividade do mercado gera a necessidade das empresas, cada vez mais, a desenvolver e implementar soluções para se tornar mais eficientes. Essa é a única forma de se manter ativo e de ter alguma chance de sobreviver e crescer nesse mercado. Uma desses conceitos é a curva ABC. Você já ouviu falar dela?

A curva ABC é um modelo de classificação de itens, baseado no teorema de Pareto. Este, muito resumidamente, indica que para diversos eventos, 80% dos efeitos é consequência de apenas 20% das causas.

A ideia surgiu quando o homem que deu origem ao teorema percebeu que 80% da renda do povo italiano se concentrava na mão de 20% da população. Mas, o que isso tem a ver com o mercado?

O pensamento de Pareto foi observado e analisado durante bastante tempo, e se mostrou acertado em diversos setores. Por exemplo, na administração foi percebido que 80% dos problemas são causados por 20% dos fatores e, se aproximando mais da curva ABC, 80% da riqueza de uma empresa é gerada por 20% dos produtos ou clientes.

Então, o propósito da curva ABC é determinar quais são esses produtos e fazer uma classificação de acordo com os mais importantes para uma empresa.

A curva, na verdade, pode ser aplicada a diversos setores dentro de uma empresa. Assim, a mais comum, é a do estoque, em que os produtos são classificados de acordo com a sua importância. Ou seja, o objetivo é garantir que a empresa irá sempre dar atenção aos que são a maior prioridade.

Mas também, podem ser avaliados os clientes que são mais importantes, por trazer mais faturamento para a empresa, e os próprios processos internos, de acordo com o seu fator de sucesso.

Porém, para detalhar um pouco mais como funciona a curva ABC, o foco irá ser na Curva ABC de estoque. Confira aqui, https://www.jssoftcom.com.br/noticias/controle-os-seus-estoques/, outras dicas para a gestão de estoque.

A Curva ABC na gestão de estoque

Primeiramente, as letras ABC representam as categorias de produtos.

A “A”, evidentemente, é a categoria de produtos que mais representa vendas para a empresa. Geralmente, de acordo com o princípio de Pareto, é um grupo muito pequeno. Os fatores do 80/20, não precisam ser exatos, mas sempre flutuam por volta desses números.

O grupo ”B” é mais intermediário. São por volta de 30% dos produtos, e representa 15% dos valores de renda. Por fim, os produtos na categoria “C” são os que tem a menor representatividade nas receitas, cerca de 5%, mas tem a maior quantidade de produtos, por volta de 50%.

O principal objetivo da Curva ABC é destacar as prioridades e evitar certas armadilhas. Por exemplo, se um fornecedor faz uma grande promoção de certos produtos, comprá-los pode ser tentador, mas se ele for um produto de categoria C, é muito difícil valer o investimento, já que a saída dificilmente cobrir o preço da compra.

Por isso, o uso da curva ABC garante três objetivos claros para a empresa:

1 – Ter o estoque ideal

Com a curva, é possível avaliar bem os produtos e garantir que seu estoque sempre irá ter a demanda necessária.

2 – Garantir o acerto nas compras

Com a consulta constante da curva, o setor de compras pode ter um acerto muito maior no momento de adquirir novos produtos ou materiais.

3 – O uso ideal do capital de giro

Gerenciar o capital de giro é o que garante que uma empresa irá se manter saudável. Com a Curva, as compras são mais acertadas, e o capital de giro é muito mais bem empregado.

A Curva ABC é uma ótima solução para a gestão de estoques mais eficiente da sua empresa. Ela é simples de empregar e traz resultados muito positivos. E para saber mais sobre a gestão de estoques, confira o blog.

Como melhorar a gestão do seu negócio com um sistema de automação comercial

Quando se fala em automação comercial, é fácil pensar em eficiência e aumento da produtividade. A automação pode certamente ajudar as empresas a fazer mais com menos, introduzindo fluxos de trabalho inteligentes e removendo tarefas redundantes. A automação também aumenta a visibilidade do que está acontecendo no ambiente de produção. Com isso, libera ainda mais tempo para se concentrar em questões críticas de negócios.

Em alguns casos, a tecnologia de automação pode tomar o lugar dos funcionários. No entanto, as ferramentas de automação funcionam melhor quando permitem que as pessoas se concentrem em grandes projetos. Aqui estão apenas 5 das maneiras pelas quais a automação pode beneficiar sua empresa. Continue lendo Como melhorar a gestão do seu negócio com um sistema de automação comercial

controle de estoque

Controle os seus estoques!

O estoque é centro de toda a operação de qualquer empresa que faça o comércio ou a distribuição de produtos. É lá que eles ficam quando entram e até quando saem. Fazer um controle bem minucioso desse ambiente pode revelar muito sobre o andamento dos negócios de uma empresa. Das menores às maiores, o controle de estoque é sempre fundamental.

Ter o controle total do estoque é uma ótima forma de ganhar tempo e eficiência durante o dia a dia da empresa. Essa prática permite avaliar o melhor momento para repor os produtos. Se o estoque estiver baixo, a ordem para repor pode ser dada previamente. Assim, poupa tempo e evita completamente períodos de falta nas prateleiras. Continue lendo Controle os seus estoques!

software de controle financeiro

Como escolher um software de controle financeiro?

Manter as finanças de uma empresa sempre em perfeito em estado não é uma tarefa fácil, principalmente para as empresas de grande porte. Porém, para os microempreendedores esse controle também é essencial, justamente para que o negócio progrida. Sem um controle financeiro, as chances de qualquer empresa fechar as portas são grandes. Por conta disso, o software de controle financeiro é a melhor opção para que auxiliar os empresários e funcionários do setor de finanças nessa tarefa. Continue lendo Como escolher um software de controle financeiro?

Empresas que crescem juntas

Sebrae-SP reúne negócios do mesmo segmento para cursos e trocas de experiências entre empreendedores

notSebrae

Há 27 anos, João Luiz Braunstein está à frente da empresa JS Softcom, mas só há dois resolveu procurar ajuda do Sebrae quando decidiu sair da zona de conforto: da área técnica para a área comercial. “Fui buscar um curativo para a minha dor e achei um médico”, afirma. Depois de fazer consultorias, o empresário começou a participar este ano do programa do Sebrae-SP que reúne em grupos empresários do mesmo setor para receber capacitações, os chamados Projetos Setor Segmento. Continue lendo Empresas que crescem juntas

O lucro que fica no caixa

Garçons zelosos e atenciosos com os clientes. Uma cozinha eficiente entregando receitas saborosas, marcantes e para as mesas certas. Para ficar perfeito, toda esta engrenagem tem de dar o resultado mais saboroso de todos: o lucro que fica no caixa.

Um restaurante rentável tem um ambiente automatizado e um sistema antifraude no caixa. Assim, o dono pode se ausentar por algumas horas e não levar um susto na volta. Mas para isso, o sistema tem de ser confiável.

Nada mais difícil e desagradável do que lidar com suspeitas de fraude no caixa.

As soluções em automatização têm o poder de colaborar para que o gestor do negócio foque todas as suas atenções naquilo que é mais importante, a atividade fim de seu restaurante, seja ele a la carte, self-service, rodízio etc.

Uma boa solução para restaurantes deve oferecer segurança na operação do caixa, evitando fraudes em seu fechamento.

As soluções em automação da JS Softcom proporcionam toda a confiança necessária para que os gestores de restaurantes tirem o melhor de seus negócios. Além disso, ainda oferecem a melhor experiência possível para seus clientes. Nós temos a “cereja do bolo”.

Cozinha altamente eficiente

A harmonia entre as equipes de garçons e a cozinha são fundamentais para o bom andamento de qualquer restaurante. Se os pedidos chegam em ordem para o pessoal de cozinha, metade do caminho da experiência de saborear um bom prato para seus clientes está completo.

Mas não adianta o Chef ser um dos melhores da cidade se a receita deliciosa que todos apreciam não for o pedido da mesa 13, mas sim o da 19. Por outro lado, se a 19 também recebeu errado seu prato, mas mesmo assim resolveu ficar com ele, que seria da mesa… 13!

Se isso já aconteceu em seu restaurante ou mesmo com você, como cliente, os processos não estavam automatizados. Dinheiro pode estar sendo desperdiçado. Ou seja, o pessoal da cozinha não entende direito os garranchos e códigos usados pelo garçom que deixa a  encomenda no balcão dos cozinheiros.

Ao pegar o papel, o “artista das panelas” pode deixa-lo cair em alguma preparação ou no chão. Mais, uma janela aberta pode fazer o pedido de alguma mesa desaparecer… E a experiência do cliente será marcante, mas pelo lado negativo.

A automatização de um restaurante tem de ser completa. Começa nos garçons, que terão iPods nas mãos e mais tempo para atender os clientes. Mas passa também pela cozinha, que terá impressoras que mostrarão de forma legível cada detalhe dos pedidos, da bebida mais comum ao ingrediente mais extravagante.

Vale a pena arriscar a saúde de seu negócio?

Principais benefícios da automação também na cozinha:

– O pedido chega instantaneamente à cozinha;

– De forma legível – via impressora ou mostrados em uma tela;

– Ordena a tela de acordo com o histórico de pedidos.