Indicadores de desempenho essenciais para o sucesso do seu negócio

Todos sabemos que, para muitos, a inauguração de um negócio é muito mais do que uma simples atividade. Para a grande maioria dos empreendedores, iniciar um projeto é verdadeiramente a realização de um sonho.

Obviamente que só de ter dado o pontapé inicial já devemos nos orgulhar, pois já estamos um passo mais perto dos nossos objetivos. Todavia, um negócio é uma responsabilidade muito séria e requer muito cuidado e atenção para que tudo ocorra bem.

Com isso, é veementemente indicado que todo gestor lance mão de aparatos que acompanhe continuamente a estrutura e a administração do negócio. Sendo assim, se você deseja saber como fazer isso, fique conosco e confira a seguir os Indicadores de desempenho essenciais para o sucesso do seu negócio. Acompanhe!

1. Indicadores essenciais

São os indicadores dos quais uma empresa não pode abrir mão, basicamente os seguintes:

• Faturamento do mês

Tido como o dado principal da empresa, o faturamento mensal é a soma de todos os valores de vendas que uma empresa realizou no mês. É a partir dele que se pode definir outras metas, como mais investimento ou redução de custos da empresa.

• Margem de contribuição

A porcentagem dos custos variáveis sobre o preço da venda é que nos dará a margem de contribuição, outro indicador de vital importância para a saúde dos negócios. No entanto, é importante lembrar-se de subtrair do preço da venda alguns custos, como a mão de obra, a matéria-prima, alguns impostos, fretes, taxas de cartão, comissões e perdas.

Somente depois dessa operação é que teremos a margem de contribuição. Tanto esse indicador, quanto o anterior são muito usados nos setores comerciais e produtivos de um negócio.

• Cronograma de entrega

Todo tipo de negociação, venda, produção e demais transações são feitas sob uma base cronometrada de tempo. É muito importante, tanto para a credibilidade, quanto para a melhor gestão de um negócio, o cumprimento dos prazos de entrega. O Cronograma de entrega é muito utilizado pelo setor produtivo.

• Gastos fixos

Utilizado principalmente no setor administrativo, o indicador de gastos fixos é um dos mais importantes indicadores. Se uma empresa conseguir manter os gastos fixos constantemente baixos, muito mais rápido ela começará a gerar lucros e retornos para o empresário.

2. Indicadores complementares

Lembra do ditado que diz “informação é poder”? Pois bem, esses indicadores a seguir não são essenciais, mas quanto mais informações acerca do seu negócio você tiver, melhor você saberá lidar com os possíveis imprevistos que uma gestão empreendedora traz.

Sendo assim, confira os principais indicadores complementares para o seu negócio:

• Satisfação dos clientes

É sempre bom saber como estamos atingindo o nosso público, não é mesmo?

• Indicadores de qualidade

Esses indicadores são capazes de medir a porcentagem de defeitos que acabam indo com os produtos, com isso é possível melhorar ainda mais o trabalho final.

• CAC – Custo de Aquisição de Clientes

Esse indicador mede quanto você vai dispor de investimento para conquistar um novo cliente. Atualmente, muitos já estão colocando esse indicador na lista dos essenciais.

Gostou do artigo de hoje? Entre em nosso site e fique por dentro de muito mais!

Gestão de PDV: x dicas para otimizar a sua

No setor comercial, o Ponto de Venda é um recurso importante para conectar o cliente e a empresa, pois o espaço tem a capacidade de refletir a imagem da marca e possibilitar interação com o público. Nesse sentido, uma boa gestão de PDV garante muitos benefícios para o aumento das vendas.

Em suma, um conjunto de fatores no ambiente, como planejamento e layout, melhoram a experiência do consumidor e influenciam diretamente na decisão de compra, além de atrair novos clientes. Assim, é possível aumentar os lucros através de estratégias eficazes que otimizem o local de venda.

Por isso, uma boa gestão de PDV é indispensável para quem deseja expandir seu negócio. Pensando nisso, separamos quatro dicas para otimizar o gerenciamento do seu Ponto de Venda e atrair mais resultados. Acompanhe, abaixo:

4 dicas para melhorar sua gestão de PDV

  1. Layout e ambiente

    A disposição dos produtos é fundamental para impulsionar a compra. Através das técnicas do Visual Merchandising, organizando os produtos de forma estratégica em “pontos quentes” do ambiente, é possível influenciar a decisão e, inclusive, estimular a compra por impulso.

    Como exemplo, um bom layout expõe os produtos no campo de visão do cliente e facilita o acesso, através de uma circulação estratégica. Além disso, a iluminação também é muito importante, tanto para destacar detalhes, como para colocar foco em algo.

    Ainda, é possível utilizar de recursos sensoriais, como música ambiente e aromas característicos, que reforçam o estilo e aumentam a lembrança da marca.

    Em vista de estimular a compra por impulso, posicione itens perto do caixa ou outros locais onde o cliente espera por atendimento.

    2. Controle de estoque

    Outro item fundamental que faz parte da gestão de PDV é o controle do estoque. Não basta somente ter os produtos expostos de maneira eficaz, é preciso um estoque organizado que supra as demandas.

    Nesse sentido, utilizar ferramentas, como softwares que aumentem a eficiência do controle de estoque, melhoram a experiência do consumidor.

    Isso porque, através de um sistema de gestão de estoque, é possível facilitar para o atendente encontrar itens ou obter informações de forma mais rápida, por exemplo. Assim, o tempo do cliente é otimizado e sua experiência melhorada.

    3. Atendimento

    Investir no atendimento também faz parte da gestão de PDV, pois esse fator está diretamente ligado com o processo de compra do consumidor.

    Então, para garantir um atendimento de qualidade, é importante começar com o treinamento da equipe, capacitando-a para lidar com o público em geral.

    Outra ferramenta indispensável é um software de frente de caixa, que garante agilidade nos processos, diminui as filas e, consequentemente, o tempo de espera.

    4. Fachada

    Por fim, a fachada é o convite para o consumidor conhecer o Ponto de Venda. Portanto, investir em fachadas ou vitrines bem elaboradas é fundamental para se destacar e atrair mais pessoas ao espaço.

    Dessa forma, é possível garantir maior fluxo de pessoas e, consequentemente, aumentar as vendas.

    Agora que você já sabe como ter uma gestão de PDV eficiente, veja também como melhorar a gestão do seu negócio através da automação comercial.

Como o controle de fluxo de caixa pode impactar a saúde financeira do seu delivery

Nesse período de crise ocasionado pela pandemia do novo Coronavírus (Covid-19), manter uma organização financeira é fundamental para a consolidação do negócio em um mercado tão instável. Realizar infindáveis vendas não é o único fator responsável pela competitividade de deliverys, mas também uma excelente gestão do negócio, sobretudo no controle do fluxo de caixa.

Por isso, diversos segmentos do mercado têm optado por entregas de serviços e produtos pelo delivery. Além de ser um modelo menos custoso de serviço — em comparação a estruturas físicas de empresas — essa tendência tem crescido substancialmente, driblando as dificuldades econômicas pela crise do Coronavírus.

Quer saber como? Então, leia o post até o final e saiba como o controle do fluxo de caixa poderá impactar a saúde financeira do seu delivery.

Fluxo de caixa: o que é e qual a sua importância para o delivery

Antes de mais nada, podemos entender que o fluxo de caixa nada mais é do que um instrumento de planejamento e controle financeiro. Essa ferramenta oferece uma visão ampla do saldo disponível existente no negócio, fazendo com que sempre exista recursos financeiros disponíveis para o capital de giro, eventuais gastos etc.

Ao elaborar um fluxo de caixa eficiente, o empreendedor terá uma visão mais segura do presente e do futuro financeiro do negócio, se antecipando de algumas decisões fundamentais, como por exemplo:

— Redução de despesas sem interferência do lucro do negócio;
— Administração de promoções para zerar o estoque e evitar perda de insumos;
— Planejamento para a solicitação de concessões de crédito em bancos, quando for o caso;
Negociações com fornecedores;
— Dentre outros;

Como elaborar um controle de fluxo de caixa no seu delivery

Agora vamos enumerar os primeiros passos para você criar um fluxo de caixa eficiente para o seu delivery. Confira:

1. Faça uma análise do saldo inicial do seu delivery

Antes de tudo, quando decidimos criar uma gestão financeira, é preciso verificar a quantidade de dinheiro que há em seu caixa. Fazendo isso, você terá mais consciência para futuras ações;

2. Separe suas receitas e despesas

Antes de colocar a ferramenta em prática e realizar o lançamento para o fluxo de caixa, é importante classificar as receitas e despesas do seu delivery. A médio prazo, essa ação será importantíssima para suas atividades, onde você poderá entender as origens dos recursos e assumir estratégias para a redução de custos ou corte de atividades que não trazem retorno para seus serviços de delivery.

3. Registre todas as entradas de caixa do período

Durante um período determinado, faça o registro de todos os recursos que seu caixa tem para receber. Para realizar a projeção do fluxo de caixa com eficiência, o recomendado é que esse tempo seja de 12 meses. Sendo assim, registre os pagamentos recebidos (seja a prazo ou à vista), contas a receber e outras entradas de dinheiro possíveis.

4. Registre todas as saídas do período

Seguindo a mesma linha das entradas, agora realize o registro de todas as contas que o seu delivery tem para pagar, seja a curto ou a médio prazo. Classifique essas saídas, seja valores fixos e variáveis. O crucial é que tudo esteja anotado e facilmente interpretado.

5. Atualize e faça a correção de lançamentos

De forma contínua, realize todos os lançamentos que irão surgir no decorrer do seu negócio, corrigindo possíveis valores que tendem a sofrer alterações, tais como contas de água, luz etc. A diferença é que agora as entradas e saídas de recursos financeiros serão o saldo de seu caixa. Em outras palavras, será o quanto você tem para operar.

E aí, gostou das dicas? Para ampliar o seu conhecimento sobre o assunto, continue navegando em nosso blog e conferindo outras dicas importantes para o seu financeiro.

5 dicas para otimizar a gestão de pedidos do delivery

Quando falamos sobre entregas de restaurantes, precisamos pensar em vários fatores que são cruciais para experiência do cliente. O pedido deve chegar bem embalado, quentinho, em tempo razoável. Por isso, é tão relevante otimizar a gestão de pedidos do delivery.

Hoje não podemos ignorar que o sistema de pedidos faz toda a diferença para o consumidor. Nem sempre as pessoas querem ou podem ir pessoalmente ao restaurante, então aquele pedido representa o contato dela com o seu estabelecimento.

Veja quais são as dicas para otimizar a gestão de pedidos do delivery

Tenha um cardápio online

Para que os seus clientes tenham mais facilidade na hora de fazer o pedido é interessante disponibilizar um cardápio online. Além de ser melhor para você, já que isso reduz o tempo de atendimento.

Quando o cliente enviar uma mensagem já será com o pedido montado, facilitando o processo de preparação. O processo passa a ser mais interessante para o cliente, que tem uma visão de todos os produtos e para você, que economiza tempo.

Otimize a rota de entregas

Um software pode ajudar a traçar a rota mais eficiente com base na sequência de entregas. O sistema seleciona os pedidos a serem feitos e mostra a sequência e o caminho ideal para tornar a logística mais interessante.

As entregas conseguem ser melhores e mais rápidas por conta disso. Tal ação pode ser o que você precisa para manter a qualidade do produto até a casa do cliente, seja caso de comidas quentes ou geladas.

Contrate entregadores experientes

Outro ponto que pode determinar a otimização das entregas é o time de entregadores. Os que conhecem melhor a região e estão acostumados com ela podem ser mais rápidos sem comprometer a qualidade da entrega.

Além disso, há opções para terceirização do serviço de entregas. Isso pode ser usado para todos os pedidos ou, em caso de maior movimento, a fim de não comprometer a qualidade dos serviços.

Invista em ferramentas que sejam integradas ao Google Maps

O Google Maps já é uma ferramenta comum para os entregadores e outros profissionais que atuam com rotas. Se o seu estabelecimento tem um sistema integrado ao Google Maps pode tornar a gestão muito mais simplificada e eficiente.

O sistema não só ajuda na hora de selecionar a rota, como também “avisa” em caso de congestionamento e acidentes da estrada. Isso pode fazer muita diferença para o seu entregador chegar a tempo hábil na casa do cliente.

Procure automatizar o seu sistema de pedidos

Quando usamos ferramentas para visualizar e gerir os pedidos tudo fica mais organizado e fácil. Não é muito profissional fazer aquela bagunça de papéis com pedidos anotados, isso aumenta a margem de erros e trazer uma péssima imagem para o restaurante. Por isso, não abra mão de tecnologia na hora de receber e distribuir os pedidos para os seus entregadores. Quanto mais focado na área de alimentação o software for, melhor.

Agora você já sabe quais as dicas para otimizar a gestão de pedidos do delivery. Não se esqueça de colocar tudo em prática, afinal, esse contato com o cliente pode colaborar para fidelização dele.

Se você gostou do conteúdo, não deixe de ver outros como este em nosso site!

4 dicas para aumentar as vendas do seu delivery

Quem nunca pediu uma pizza na sexta-feira à noite? O serviço de delivery tem crescido de forma expansiva no mercado brasileiro, ainda mais com a crise da pandemia causada pelo novo Coronavírus (Covid-19).

De acordo com dados levantados pelo Presidente do Conselho de Economia do DT, César Bergo, afirma que na América Latina o crescimento de Delivery aumentou em 30% só neste ano.

Além de garantir a redução de custos com a contratação de novos colaboradores, maquinário e infraestrutura, os serviços de entrega em domicílio tendem a, cada vez mais, se tornar parte do dia a dia dos usuários.

Contudo, é importante saber se destacar no mercado de atuação e garantir que mais clientes possam comprar de você. Quer saber como? Então, leia o post até o final e saiba mais sobre o assunto.

4 dicas para aumentar as vendas do seu delivery

Para que o seu negócio cresça muito mais e se destaque no mercado, iremos apresentar 4 dicas importantes para o seu delivery. Veja, abaixo:

1. Crie combos e promoções especiais

Em tempos de crise, as pessoas também querem economizar, já que não podem sair de casa.

Assim, estruture diversos combos, diversifique as promoções, pensando em todas as classes de clientes que conhecem o seu negócio e se interessam pelo que você oferece.

2. Torne a experiência o mais visível possível

Não é muito agradável solicitar o pedido de um produto ou serviço quando não há imagens disponíveis. Tire fotos daquilo que você oferece, de forma que o cliente veja de fato o que ele está pedindo e sinta a experiência de possuí-lo.

3. Invista em tecnologia

Softwares e demais dispositivos para automação de processos podem agilizar ainda mais os serviços de delivery, fazendo com que o pedido chegue ainda mais rápido ao seu cliente. A JS Softcom possui soluções e softwares de automação comercial para o seu negócio, garantindo serviços como:

– Gestão da loja com um computador e o software retaguarda;
– Cozinha e o bar com uma impressora de produção para receber os seus pedidos;
– Caixa com uma impressora e um computador com sistema delivery e frente de caixa;
– Ficha técnica e produtos combinados;
– Controle de acesso/cancelamentos;
– Controle de serviços;
– Relatórios gerenciais;
– Etc.

A equipe da JS Softcom conta com um time de Analistas de Implantação que, além de possuírem um conhecimento profundo sobre o sistema e experiência de mercado, buscam integrar as ferramentas do software, de acordo com o objetivo do cliente, melhorando ainda mais o fluxo de serviços no delivery.

4. Forneça a melhor experiência de compra

Muitos usuários reclamam da demora para a entrega de pedidos, que podem passar do prazo estabelecido pela empresa. Para evitar que isso aconteça, garanta meios para que os pedidos sejam entregues a prazo e, se possível, antes do tempo estimado.

Além disso, é comum aparecer reclamações de pedidos errados, trocados ou que vieram faltando algo. Atente-se aos prazos e busque, ao máximo, evitar erros na produção e despache.

Conclusão

Conforme vimos, os serviços de delivery estão aumentando cada vez mais no mercado e, para ultrapassar o seu concorrente, é necessário inovar e melhorar constantemente.

Agora que você já sabe as dicas principais para alavancar o seu negócio e deseja melhorar o seu serviço de delivery, acesse o nosso site e conheça as nossas soluções para o seu negócio.

6 benefícios que uma plataforma pode trazer para a gestão dos restaurantes

A tecnologia é a fundamental alinhada para empreendimentos de grande, médio ou pequeno porte, independente da área de atuação. Para os restaurantes, não podia ser diferente: a implantação de sistemas ou plataformas modernas no restaurante pode ser a peça que falta para o sucesso do negócio e sua estabilidade.

Além de facilitar o controle do financeiro, uma plataforma bem estruturada é essencial para garantir o crescimento do negócio, pois permite que os responsáveis se dediquem inteiramente às questões gerenciais para seu progresso. Verifique quais são os principais benefícios.

6 vantagens que uma plataforma pode gerar na gestão de restaurantes

Antes de tudo, é essencial pontuar as duas principais funções de uma plataforma: automação e agilidade. A rotina de um restaurante pode ser intensa, não sobrando muito tempo disponível para o responsável organizar processos importantes para o bom andamento do negócio. Confira agora as 5 maiores vantagens:

1. Estoque: a plataforma online pode disponibilizar o que entra e sai de forma simplificada, enviando automaticamente para o financeiro para garantir o controle do que sobra e/ou falta. Dessa forma, apenas os pedidos com ingredientes disponíveis podem ser solicitados, evitando imprevistos e estresse aos clientes e funcionários;

2. Notas e organização fiscal: o sistema implantado é capaz de emitir notas fiscais após a finalização do atendimento, poupando tempo e trabalho que poderia influenciar negativamente no rendimento do negócio;

3. Cadastro: ao cadastrar clientes na plataforma, o restaurante facilita o processo de reservas e pode gerar descontos aos consumidores fidelizados no sistema. É uma forma fácil e eficaz para se agradar os clientes e aumentar o engajamento dos novos e antigos;

4. Entregas: o delivery é a principal tecnologia escolhida pelos estabelecimentos para assegurar que seus clientes ou futuros clientes obtenham seus produtos com qualidade e conforto. A plataforma para entrega cria uma fonte de renda secundária para o restaurante e amplia o leque de clientes do negócio;

5. Relatórios: a criação de relatórios é a chave para que o gestor seja capaz de quantificar o crescimento, as falhas e os avanços do restaurante. A plataforma facilita agilizar a geração de relatórios, além de armazená-los em local seguro, muitas vezes, evitando o acúmulo de papeis e pastas físicas.

6. Saúde financeira: o termo, quase sempre utilizado para empresas de grande porte, é utilizado para descrever o quão “saudável” é um negócio em aspectos financeiros. Apesar de discutido entre negócios robustos, a saúde financeira deve ser estabelecida em todos os tipos e tamanhos de empresa. Tal segurança é determinante para que o gestor possa promover novos investimentos (melhorias técnicas e funcionais para o restaurante, novas contratações, etc.) sem medo de aplicar capital adquirido.

Como visto na relação de vantagens acima, investir em tecnologia para a gestão dos restaurantes é mais que apenas alterar os processos rotineiros e financeiros. Contar com a modernidade das plataformas é primordial para atingir a estabilidade nos negócios e evoluir a partir disso.

Acesse o site e escolha o melhor plano para seu negócio em Alimentação, Varejo ou Franquias!

Como um sistema pode diminuir o retrabalho na sua empresa

A fim de atingir o sucesso no produto, ou prestação de serviços, uma empresa precisa ter bons processos. É o conjunto de processos bem sucedidos que constroem uma empresa de qualidade.

Por outro lado, se existe retrabalho frequentemente, pode ser sinal de que a sua empresa precisa de um sistema.

Afinal, como um sistema diminui o retrabalho da sua empresa?

Divisões de uma empresa, seja em setores, cargos, por atividades, visam melhor organização dos processos. Essa gestão de processos visa resultados, tanto em pequena quanto em grande escala.

Um funcionário depende do trabalho do outro e, assim, os gestores conseguem os bons resultados que desejam.

Mas, e se a empresa não desfruta de um sistema de qualidade para suas operações?

O retrabalho pode ser uma das consequências de não contar com ferramentas eficientes de trabalho. Nem sempre a culpa pela quantidade de processos repetidos é do colaborador, pode ser um erro organizacional.

Informações e dados são lançados no sistema

Independentemente do ramo, sua empresa conta com o armazenamento de informações sobre seus produtos e clientes. Com a automatização desses dados, não há chance de esquecer alguma informação importante para execução das atividades.

Além disso, não riscos de má interpretação dos dados, gerando erros nas atividades e, por consequência, o temido retrabalho.

É possível gerir os processos com maior facilidade

Os seus gestores avaliam constantemente a qualidade dos processos para garantir que sua empresa tenha produtividade.

Com uso de um sistema, é possível realizar esse mapeamento de forma mais adequada, seja no trabalho de um setor ou de forma geral, se há uma boa interação da equipe de diferentes áreas.

Por exemplo, a gestão de documentos saindo de diferentes setores ou mesmo registro de sua saída do escritório pode ser documentada no sistema.

Sistemas estão em constante atualização

Inovação é outro conceito que ajuda as empresas se adequarem às exigências do mercado e alcançarem mais sucesso.

Com uso de sistemas integrados, isso é consequência. Softwares usados são atualizados, afinal, é a ordem natural desses programas, somado a isso está o trabalho dos gestores, que indicam mudanças personalizadas e contribuem para versões ainda mais eficientes.

Quanto mais avançada a sua empresa estiver em relação à qualidade do sistema usado e com os processos que garantem a produtividade dos funcionários, o retrabalho será uma vaga lembrança para a sua equipe.

Dificilmente queremos que nossos funcionários façam novamente o seu trabalho. Se há perda de tempo, há perda de dinheiro, sendo a última coisa que sua empresa precisa.

Avalie, então, os problemas que geram tanto retrabalho e veja como um sistema pode trazer benefícios.

Viu como um sistema tem o potencial de diminuir o retrabalho da sua empresa? Sabemos que as análises dos processos visam não somente agilizar o trabalho, mas evitar erros.

Assim, com uma ferramenta que traz maior produtividade é possível ver outros frutos, como a diminuição de retrabalho e dos erros na rotina da sua equipe.

Gostou? Nós temos muito mais artigos como este em nosso site, não deixe de conferir!

Como otimizar o controle de entregas do delivery em x passos

O serviço de delivery tem sido cada vez mais difundido em nosso país, principalmente após a pandemia do novo Coronavírus. Praticidade, facilidade e agilidade desse formato de entrega têm conquistado os consumidores que não dispõe mais de tempo para ir até um local para comprar algo ou que estão impossibilitados de sair, como é o caso da quarentena que estamos vivendo.

Dentre os setores em que o delivery é bastante disseminado, podemos citar o de alimentação. Cada vez mais popular, o delivery de comida tem ganhado muita força em nosso país. Outros como de farmácias, mercados e até mesmo feiras também tem crescido consideravelmente.

Atualmente, as empresas têm à disposição plataformas especializadas que conseguem otimizar esse tipo de trabalho, afinal, é preciso organizar o fluxo para atender corretamente à demanda.

Para otimizar o controle das suas entregas via delivery, é preciso seguir alguns passos simples. Confira quais são eles:

Crie cardápios digitais

Um dos benefícios mais importantes do delivery é poder fazer tudo de maneira digital e sem precisar pegar o telefone para nada. Por isso, invista em um cardápio digital que permita aos consumidores escolher o produto que desejam, sabendo:

– Preço;
– Quantidade;
– E todas as especificações do mesmo.

Crie um cardápio digital com identidade visual bastante atrativa e sem poluição visual, afinal, o cliente só terá esse meio para escolher e não verá o seu produto pessoalmente antes de pedir.

Atualmente, existem diversos sites e aplicativos disponíveis que são capazes de montar um cardápio inteiramente digital para delivery. Você pode aproveitar e inserir esse cardápio digital em suas redes sociais para estimular os consumidores.

Use o serviço de motoboy sob demanda

Quando se trata de delivery, é preciso sempre ter motoboys suficientes para a demanda de pedidos que a empresa tem e intensificar esse time em épocas com maior procura, como finais de semana e datas comemorativas.

Por isso, é interessante contar com o serviço de entregadores que trabalham sob demanda, já que estão disponíveis mais vezes. Procure contratar pessoas específicas para essa área, quando houver necessidade.

Conte com um software de gestão de pedidos

Um dos benefícios de hoje em dia é poder contar com softwares especializados em sua demanda. Nesse caso, utilizar um software capaz de gerir os seus pedidos irá trazer excelentes resultados para o delivery, aprimorando o controle e organização, e evitando erros na sua rotina de entregas.

A JS Softcom tem uma solução de delivery criado para realizar o atendimento ao cliente e registrar os pedidos feitos por telefone, com mais segurança e agilidade. O sistema possui bina, ou seja, identificador de chamadas, histórico dos últimos pedidos do cliente e outras funções que facilitam o atendimento, o registro dos pedidos e o controle das entregas.

Dentre os módulos oferecidos, a empresa tem em mãos:

– Pesquisa do cliente por nome ou telefone;
– Cadastro de cliente no atendimento;
– Alteração de endereço no ato do atendimento;
– Últimos pedidos do cliente;
– Observações para produtos;
– Informações de taxa de entrega, forma de pagamento, troco e previsão de entrega;
– Sinalização de tempo de entrega;
– Fechamento e relatório de comissão para entregadores.

Para saber mais sobre essas e outras ferramentas para otimizar a rotina do seu estabelecimento, acesse o site da JS Softcom .

Softwares à favor dos comércios em tempos de distanciamento social

O mundo está em quarentena. A pandemia do novo coronavírus obrigou a maioria das pessoas a ficarem reclusas em suas residências, distantes das atividades rotineiras que exigiam contato social, como o trabalho e o lazer.

Com isso, a importância da tecnologia, que já era evidente, intensificou-se ainda mais. Principalmente no ramo do comércio, em que os varejistas, devido a esse cenário incomum, tiveram de repensar em soluções para manter o negócio de forma operante e seguro tanto para si, quanto para os clientes.

O que muitos desconhecem é que o setor de automação comercial pode ajudar — e muito — na hora de facilitar a vida do comerciante, ainda mais em momentos como esse.

A utilização de ferramentas e métodos que buscam automatizar as atividades rotineiras de uma loja funcionam como a base desse setor. Para isso, a tecnologia exerce um importante papel: ela auxilia consideravelmente na realização de procedimentos operacionais, como, por exemplo, o atendimento eletrônico ao cliente, gerando, além de comodidade para o varejista, maior produtividade no fim de mês.

Investindo em processos que minimizem ações manuais, o ganho que se obtém pode exceder as expectativas: eles diminuem as possibilidades de erro humano, além de otimizar a execução de tarefas simples.

Quando se fala em automação comercial, a primeira coisa que vem à mente são os equipamentos que se encontram especificamente nos pontos de venda, como impressoras modernas, balanças digitais e leitores de código de barra avançados. Entretanto, com a popularização dos smartphones e aplicativos, novos meios de automação fizeram-se acessíveis a diversos tipos de estabelecimentos.

A automação em tempos de distanciamento social

Com o cenário de distanciamento social, muitas pessoas não têm ido ao comércio para não correr o risco de contaminação. Com isso, o delivery passou a ser uma tendência no período. Segundo uma pesquisa realizada pela consultoria Galunion, em parceria com o Instituto Qualibest, neste momento, 90% das pessoas estão evitando comer fora de casa (restaurantes estão com as portas fechadas). Então, é natural que a tendência seja a favor dos aplicativos de comida e, principalmente, da entrega de alimentos para serem preparados.

É aqui que entra o delivery do seu estabelecimento. A instalação de um sistema que permita realizar o atendimento ao cliente e registro de pedidos de maneira ágil e segura já é uma realidade bastante acessível no mercado da automação. Além de identificador de chamadas, essas ferramentas são capazes até de apresentar o histórico detalhado dos pedidos por clientes, individualizando o atendimento e tornando todo o processo muito mais eficiente.

Se caso o delivery não for uma opção viável para o consumidor, há também ferramentas que permitem que ele tenha acesso a todo o cardápio do dia, de onde estiver, e antecipe as compras, chegando ao local apenas para a retirada e o pagamento. Com isso, os benefícios são diversos: para o cliente, menor probabilidade de fila; para o estabelecimento, otimização do serviço.

Falamos até agora dos benefícios de automação que atingem diretamente o comprador, contudo, existem instrumentos específicos para facilitar também a vida do dono do varejo, principalmente dos que possuem mais de uma loja e estão impossibilitados de comparecer ao local com frequência.

Com o crescimento da tecnologia, atualmente, franquias inteiras podem ser administradas à distância com um nível de segurança altíssimo e diversas opções úteis, que incluem desde o acesso facilitado aos produtos do estoque até o movimento de caixa operado pelos funcionários, tudo via aplicativo.

Para saber mais sobre essas e outras ferramentas que mudarão o jeito de administrar o seu estabelecimento, acesse o site da JS Softcom e tenha em mãos uma ampla variedade de opções de serviços, que podem fazer toda a diferença em momentos de crise como esse.

 

Multilojas – Garanta eficiência no gerenciamento à distância

Em tempos de coronavírus e pandemia, realizar o trabalho de forma remota se tornou muito eficaz. Não apenas por ter menos estresse, maior flexibilidade e dispensar o deslocamento, mas também porque esta é uma maneira ideal de conter as aglomerações e de manter o isolamento social por mais tempo possível.

Dessa forma, cada vez mais tarefas passaram a ser desempenhadas remotamente e com mais facilidade do que nunca. Agora, uma parcela da população já está mudando seus escritórios para seus domicílios e, embora possa parecer um pouco ilógico, isso também tem acontecido com as grandes lojas.

Com a demanda da atualidade, os empresários compreenderam que o gerenciamento de uma empresa pode ser feito diretamente de casa ou de qualquer outro local.

Ainda assim, para implementar esta prática com sabedoria, alguns ajustes precisam ser feitos, especialmente na forma como os negócios são administrados.

Veja, agora, como realizar este gerenciamento a distância e comece já a aderir a esta novidade.

Expanda a comunicação com a equipe

Manter canais de comunicação fáceis e abertos é o ponto mais importante para começar. Afinal, como tomador de decisão, você não quer parecer ausente dos negócios, não é mesmo?

Portanto, poder alcançar cada membro da equipe rapidamente e permitir que possam fazer o mesmo é indispensável.

Implemente reuniões regulares com todos os colaboradores ou, pelo menos, com os principais gestores. Use de ferramentas como o Skype, Facetime e Zoom para trocar informações e manter o andamento de todos os trabalhos em dia.

Essa pequena estratégia força todos a terem uma rotina de comunicação regular e, se você estiver preocupado com a produtividade do trabalhador na sua ausência, a organização de reuniões regulares em pequenos grupos ou até individualmente, lembrará sua equipe o que precisam fazer e os responsabilizará por seu desempenho.

Crie um workflow simplificado

O workflow acontece quando o gestor atribuir as pessoas certas às tarefas certas, rastreando seu fluxo de trabalho e acompanhando o que foi concluído ao longo do processo. Por isso, nada melhor do que colocá-lo em prática durante este período.

Simplifique o processo criando um sistema de operações facilitado. Assim, uma vez que uma tarefa for atribuída, será concluída com mais eficiência e, principalmente, com pouco espaço para erros ou falhas de comunicação.

Isso garante que tudo será feito da melhor maneira possível e ninguém poderá dar a desculpa de que algo não foi concluído porque você não estava por perto para supervisionar.

Use a tecnologia a seu favor

A tecnologia, evidentemente, está no cerne do que permite que os colaboradores trabalhem de forma home office. Tendo isso em vista, nada melhor do que aproveitar-se ao máximo de tudo que ela pode oferecer para facilitar este processo.

Reforce seus equipamentos de informática, invista em cibersegurança e, claro, conte com as principais plataformas e aplicativos do mercado para manter-se sempre alinhado à sua equipe. Para isso, existem:

• Ferramentas online de reuniões e conferências;
• Aplicativos de mensagens para comunicação entre sua equipe;
• Serviços de bate-papo por vídeo;
• Aplicativos de videoconferência;
• Plataformas de armazenamento em nuvem, acessível para todos os funcionários;
• Sites para programações de postagens nas mídias sociais, caso sua empresa invista neste segmento;
• Empresas que facilitam transferências de dinheiro;
• Softwares de acompanhamento de vendas;
• Aplicativos de agendamento, para organizar todas as funções e tarefas de cada colaborador.

Assim, basta escolher as que mais atendem às suas necessidades e aproveitar a otimização da melhor forma possível durante este período remoto.

Conte com a nossa ajuda!

A JS Informática e Equipamentos é uma empresa que possui as melhores soluções da área para atender às demandas do seu varejo. Com 30 anos no mercado, oferecemos o melhor para a sua organização e garantimos que qualidade seja a nossa especialidade.

Acesse o site para saber mais sobre nossos serviços e, claro, para sanar qualquer dúvida que tenha ficado. Estamos te esperando!